Gehennah: Entrevista com Mr. Violence
Armour: Entrevista com Pete Talker
Entrevista com Evo - Warfare
Battalion:Entrevista com Marcelo Fagundes
Sodomizer:Entrevista com Leatherface
Entrevista: Whipstriker
Entrevista: Abomydogs

Gehennah: Entrevista com Mr. Violence

On quarta-feira, dezembro 17, 2014

Há mais de vinte anos ativa, Gehennah é uma banda com uma longa estrada e muitas histórias alcoólicas. O grupo foi formado em 1992 (como Gehenna até 1994) e lançou três full-lenghts destruidores, que foram a trilha sonora da bebedeira de muita gente. Após um hiato de aproximadamente três anos, a banda retomou suas atividades em 2011



Para a alegria dos headbangers (e tristeza de seus fígados), consolidou essa volta em março deste ano com o lançamento do EP “Metal Police”.Conversamos com o frontman, Mr. Violence, a respeito de todo este trajeto e o que está por vir. Boa leitura, de preferência sob efeito de bastante álcool!

S.I.T.N. – Saudações! Como vocês estão? Após alguns anos fora de atividade, vocês decidiram voltar. Como aconteceu?

Mr. Violence – Bem, nós apenas nos sentimos afim de tocar novamente após uma curta ausência da cena. A vida sem Gehennah é muito chata!

S.I.T.N. – “Metal Police” é seu primeiro lançamento desde 2003. Como vocês se sentem lançando um novo material para todas as mentes bêbadas ao redor do mundo?

Mr. Violence – Bem. Nossos apoiadores parecem ter curtido um bom tanto o nosso EP, nós esperamos entregar novos sons fodidos no futuro próximo.

S.I.T.N. – E a respeito dos shows? Vocês têm estado muito sobre o palco desde a volta?

Mr. Violence – Bem, nós fizemos alguns shows, mas iremos fazer muito mais no futuro. Estamos prestes a entrar no ritmo.

S.I.T.N. – Houve alguma razão específica para a separação?

Mr. Violence – Não, nada realmente. Fodemos demais com tudo em alguns shows, talvez. Nós precisávamos de um intervalo para voltar piores e mais repulsivos do que nunca.

S.I.T.N. – Ronnie Ripper, um dos membros originais, deixou a banda em 2013. Você poderia nos falar sobre o que levou à sua saída?

Mr. Violence – Ele queria focar em sua outra banda. Nenhum conflito.

S.I.T.N. – Bem, mesmo com o tempo de inatividade, Gehennah já está há praticamente 20 anos por aí. Como seus fígados lidam com isso?

Mr. Violence – Nós ainda estamos vivos, e isso é o que importa. Não acho que receberíamos a aprovação de um médico, mas não estamos pedindo por isso.


S.I.T.N. – Durante todo esse tempo de comportamento destruidor e fodido, qual foi o bar “buraco do inferno” mais sujo em que estiveram?

Mr. Violence – Nós estivemos em alguns lugares bem desgraçados, mas é assim que nós gostamos. Quanto mais sujo, melhor.

S.I.T.N. – Vocês criaram a campanha Headbangers Against Disco.  Bem, desde então, eu acho que a música pop se tornou ainda muito pior. Se vocês fossem criar alguma campanha hoje, qual seria?

Mr. Violence – Não há razão para mudar um conceito que está ganhando. Eu acho que nós apenas teríamos que despertar todas as células da HAD dormentes ao redor do mundo...

S.I.T.N. – Um vídeo foi gravado para a música “Decibel Rebel”, do álbum de mesmo nome. Vocês têm algum plano de gravar outro?

Mr. Violence – No devido tempo nós iremos, mas no momento nós estamos nos focando em fazer novos sons. E beber.

S.I.T.N. – O Hellcop pegou seu nome do filme Estrada para o Inferno, de 1991? Se negativo, eu o recomendo, ótimo filme!

Mr. Violence – É exatamente de onde veio! Boa menção!

S.I.T.N. – Após o novo EP, aposto que muitos headbangers estão sedentos por mais. Vocês pretendem lançar um full-lenght?

Mr. Violence – Sim. Nós estamos no meio de completar as músicas para nosso quarto álbum, a ser gravado no começo de 2015. Nós estamos excitados pra caralho com isso, e felizes pra porra com o novo material.

S.I.T.N. – Embora a Suécia seja o local de origem de bandas em todos os estilos, por volta da última década, a mídia relacionou o país com as bandas de Death Metal Melódico. O que vocês pensam deste estilo de som?

Mr. Violence – Nós gostamos do nosso material um tanto mais cru do que isso, como você pode imaginar. Nós gostamos de podridão, caos e comportamento estúpido, não de filhinhos da mamãe bem penteados cantando sobre sentimentos e sonhos.

S.I.T.N. – De todas as ressacas que eu imagino que tiveram, qual a pior de que se lembra?

Mr. Violence – Muito horror...

S.I.T.N. – A Suécia é famosa por sua vodca. Qual você recomenda?

Mr. Violence – Arrume um moonshine* bem feito se estiver na Suécia. Vodca é caro pra caralho.

* Moonshine é uma espécie de bebida alcoólica feita de forma caseira, muitas vezes ilegal, de teor alcoólico alto.

S.I.T.N. – Se você tivesse que escolher: um show grátis do Venom, mas com as bebidas muito caras, ou uma festa com todos os tipos de bebidas de graça, mas com apenas música pop de merda... Qual seria sua escolha?

Mr. Violence – Show do Venom, é claro. Bebidas podem ser roubadas.

S.I.T.N. – Eu realmente admiro o fato de que vocês são um bando de headbangers bêbado que levam o Metal bastante a sério, mas sem perder o senso de humor. O que vocês pensam de todas essas pessoas dentro do metal que agem mais como pessoas sóbrias e conservadoras?

Mr. Violence – Obrigado. Nós realmente não damos a mínima para pessoas limpas e sóbrias, nós gostamos de sair com o pessoal legal. Pessoas que curtem Gehennah normalmente pertencem à categoria de gente legal.

S.I.T.N. – Quais são seus planos para o próximo Natal? Vocês esperam ser visitados por Sathana Claus?

Mr. Violence – Eu não sou profeta, mas prevejo que o Natal envolverá um drink ou dois. Talvez até três.

S.I.T.N. – Quais momentos você mais se lembra das turnês? E qual foi a bebida mais bizarra que você já tomou?

Mr. Violence – Memórias de turnês tendem a ser um pouco enevoadas, mas com certeza nós tivemos, e pretendemos ter, momentos bons pra cacete.

S.I.T.N. – Em quem vocês pensaram ao escrever “Four Knucle Facelift”?

Mr. Violence – Toda e qualquer pessoa do planeta Terra que não considera “Filth Hounds of Hades”, do Tank, uma obra prima.

S.I.T.N. – Bom, isso é tudo! Muito obrigado pelo seu tempo! Eu os desejo sucesso e sempre muita, muita cachaça!

Mr. Violence – Obrigado pelo apoio!



Blog Widget by LinkWithin

0 comentários

Postar um comentário